Muitas pessoas acreditam na ideia de que o sucesso profissional está intimamente ligado a uma conta bancária exorbitante, ou seja, quanto mais dinheiro eu ganhar, mais sucesso terei e jamais sucumbirei. Engana-se quem pensa dessa maneira. O tão sonhado sucesso tem muito mais a ver com o sentir-se feliz no trabalho do que com uma conta boa no banco (às vezes, um bom dinheiro no bolso é consequência da paixão pelo trabalho). Não quero dizer que dinheiro não faz bem, ele é essencial para que todos possam ter uma vida digna em sociedade, mas é preciso entender que quando o indivíduo se sente realizado no trabalho, sente-se reconhecido e instigado com o que faz, naturalmente, novas oportunidades de ascender profissionalmente acontecem. Portanto, é um erro escolher uma profissão baseando-se nos altos salários que uma área pode oferecer, como: a área jurídica, a engenharia, entre outras.

Conquistar um espaço no mercado de trabalho levando em conta, primeiramente, a vocação, em seu talento em uma determinada área do conhecimento é essencial para que, a partir de uma nova oportunidade, novas portas sejam abertas visando sempre o crescimento profissional. Certamente, nem sempre será possível começar uma carreira profissional no trabalho que se deseja e nem sempre será possível ter, no início, um salário justo, mas é preciso ter humildade para começar e saber planejar o futuro com perseverança e fé.

Gardner, renomado psicólogo, em seu livro “cinco mentes para o futuro”, brinda o leitor com reflexões importantes sobre o profissional do futuro. Para ele, as habilidades cognitivas que terão (na realidade, já têm) um valor significativo no mercado de trabalho são materializadas em mentes nomeadas como: mente disciplinada, mente sintetizadora, mente criadora, mente respeitosa e mente ética. De fato, tais habilidades hoje são essenciais para que o homem entre e permaneça no mercado de trabalho. Entretanto, vale a pena dar destaque à “mente ética”. Ser uma pessoa ética significa agir de acordo com os princípios e valores que norteiam o bom convívio em sociedade, significa também respeitar seus próprios limites e os limites de outrem.

Dessa forma, ao considerar o exposto acima, sugiro que não desista se o curso universitário que deseja realizar for muito concorrido; não desista se hoje você não está no emprego dos sonhos, seja criativo e faça de sua atual profissão a escada para algo maior; não desista. Apenas faça tudo com paixão, com perseverança, respeito, ética, fé e você vai chegar aonde deseja estar no futuro próximo.

Entenda que a chave do sucesso profissional tem a ver com a prática do autoconhecimento e sua a relação com o outro. Primeiro, é preciso se conhecer, descobrir o talento que há em você e investir nesse potencial. Segundo, é necessário ser ético no ambiente de estudo e/ou trabalho para que seja possível estabelecer uma relação de confiança no convívio social. Terceiro, e igualmente importante às duas ideias iniciais, é preciso ter fé, pois sem ela não há luz, apenas solidão.

2 thoughts to “A chave do sucesso profissional

  • Maristela Albuquerque

    Minha amiga. Perfeito esse texto. Reflexivo e impulsionador. Parabéns. Vc sempre demais!!!

    Responder
    • Flavita

      Que bom que gostou, querida! Gratidão!

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *